"Marcio é maravilhoso

Marcio é divino

Marcio é moço fino

Rufino é homem com olhar de menino

Marcio é decidido

Marcio é mestre, brilha no ensino

Marcio é guerreiro...

E nesse Emaranhado Rufiniano, quero me emaranhar."

(Camila Senna)















sábado, 12 de julho de 2008

Ficções




Eu quero todos os sonhos



Eu quero toda as ilusões



Eu quero toda as mentiras



Eu quero toda as ficções.






Que venham os reis



Que se intrometam as bruxas



Que apareçam as princezas



Que renasçam os magos.






Vamos brincar de tudo



Que aceitemos as verdades lúdicas



Que trespassam o insosso da realidade



E sejam elas de utilidade pública.






Que o pensamento seja a máquina do tempo



E o chão palco abençoado



Onde nós atores indisciplinados



Captemos ondas de gozo e burilamento






Os personagens que ainda não nasceram



Se despregaram um dos outros



Onde até então se roçavam nus e inconscientes.



Que eles tomem pensamento, corpo e roupa.



E partam para a ação intensamente.






Não os conheço, mas eles já gritam em meu ouvido



Querendo que eu dê-lhes a luz com meus dedos e minha mente



E eu finjo que os ignoro, enlouquecendo-os



E eles me enlouquecendo num só gemido.






São piratas, prostitutas, imperadores,



Gays, padres e doutores.



Monstros, príncipes, bandidos,



Donas de casas, crianças e mendigos.






Anjos, duendes e anônimos,



Fadas, ninfas do bosque e demônios.



Malandros, homens sérios, falsos morenos,



Verdadeira louras, falsas virgens, nós mesmos.






8 comentários:

Robert Portoqua disse...

Olá Marcio!
Eu também quero todos os sonhos.
Lindos versos. Legal seu blog. Estou lincando ao meu...
Forte abraço.

Adroaldo Bauer disse...

Em verdade,
em verdade te digo,
que necessário é,
se consideras assim verdade,
repetí-la
por todos os séculos...
também.

N�ia Cairoli disse...

Olá Mário...
Não disse que viria?
Pois é... estou aqui.
adorei sua forma de escrever..
E olha melhor vivermos uma eterna
ficção, não é mesmo?
A realidade machuca e muito.
Tenha uma linda noite.

N�ia Cairoli disse...

Eu de novo!!!
Desculpe-me, digitei seu nome
como Mário e não Márcio.
Essas coisas acontecem não é mesmo?
Não fique chateado por favor!!!!
Bjs.

Anônimo disse...

Ficções , olá poeta, adorei ler estes versos, onde sua imaginação é a própria Ficções . Meus cumprimentos a você, desejando , sempre muito sucesso, com admiração,Efigênia

Azuir disse...

Marcio Amigo Querido e Poeta.
Visitar seu Blog é levantar junto, as bandeiras dos sonhos que ele representa para a Juventude, e todos somos os jovens Estudantes da Vida. Queremos um mundo melhor para todos. Queremos que floresça a consciéncia social em todo mundo e, que se construa a igualdade e irmandade entre os Humanos.
Seu espaco Cultural é animador e por isso, virei sempre fazer uma visita e encontrar com esse pessoal animado.
Abração a Todos.
Azuir do Overmundo

Anônimo disse...

cara quem dera q os jovens de hoje apreciasem uma boa escrita, espero que seu talento nao seja mas uma voz calada na multidao.
comtinue assim e que Deus t de a cada dia mais inspriraçao.

Francinne Amarante disse...

"trata-se de um outro pão, mas que nunca sacia... e ainda bem!" (Mario Quintana) e é assim a poesia..
gostei de visitar seu blog. um beijo. francinne