"Marcio é maravilhoso

Marcio é divino

Marcio é moço fino

Rufino é homem com olhar de menino

Marcio é decidido

Marcio é mestre, brilha no ensino

Marcio é guerreiro...

E nesse Emaranhado Rufiniano, quero me emaranhar."

(Camila Senna)















domingo, 7 de agosto de 2011

Negro Éden


Da floresta negra ao redor de mim
Só vejo a penumbra de uma luz vazia
Só sinto o calor gelado de um serafim
Só canto o que restou de uma vida luzidia
Há vultos que perambulam cabisbaixos
Pisando em galhos secos emaranhados.

Estrelas dançando um balé mórbido
Cinzentas nuvens vagando imponentes
A fauna se agitando num grito sórdido
A flora se erguendo, seguindo em frente.
Há rios vermelhos de groselha e de sangue
Há margens sinistras de areia e de mangue.

O azul-marinho desse intenso céu
paira lento no ar sedutor
Que rasga seu estranho e denso véu
Numa fracassada tentativa de sufocar seu fulgor.
Frutos que não alimentam, mas matam a fome
Sementes que não brotam, mas erguem um homem.

A folha seca é a roupa nua
O caroço carcomido é o alimento minguado
Ah quem dera ver tua carne crua
Ser violada por um pensamento alado.
Gozo que te jogue no inferno
Sofrimento que te erga ao paraíso eterno.

Mundo orgulhoso por vencer o bem e o mal
De servir e de se negar a toda essa gente
Que supera o sabor insípido do açúcar e do sal
Mundo livre; protegido de Deus e da serpente.
Ambiente puro por reconhecer sua perversão
Ambiente resolvido por assumir sua questão.

Imagem: Foto de Christian Cravo

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

izabel tayza disse...

O que posso dizer? Muito bem escrito, excelete jogo de palavras subliminares, bom conteúdo sem fugir do foco. Gostei.
Izabel Tayza Rincoski

Ianê Mello disse...

Maravilha de poema!

Puro retrato do nosso mundo marcado pelos preconceitos e pela desvalorização do ser humano.

Bjs, Marcio.

W.Marques. disse...

Meu amigo seu blog é muito bom e seus trabalhos são excelentes.

boa semana, abraçosssssss

L. Rafael Nolli disse...

Olá, Márcio, muito bom o poema. Estou de acordo com a Izabel, muito bem escrito e conduzido.

Abraços!

Jorge Sader Filho disse...

Muito bem cuidado blog, Marcio.
Tanto na estética como no forte conteúdo intelectual.
Parabéns!


Abraço,
Jorge