"Marcio é maravilhoso

Marcio é divino

Marcio é moço fino

Rufino é homem com olhar de menino

Marcio é decidido

Marcio é mestre, brilha no ensino

Marcio é guerreiro...

E nesse Emaranhado Rufiniano, quero me emaranhar."

(Camila Senna)















sexta-feira, 13 de maio de 2011

O Inspetor Geral: clássico de Nikolai Gogol ganha roupagem de teatro de rua pelas mãos da Companhia teatral Queimados Encena






















Nove anos depois de ter atuado na peça Che Guevara de John Vaz, tenho a honra de voltar para uma antiga paixão: o teatro. Tive a felicidade de ter sido o ator de Belford Roxo selecionado pela banca composta pelo ator e produtor cultural Leandro Santanna, o diretor teatral Lino Rocca e o cantor e músico Beto Gaspari para participar do espetáculo musical de rua O Inspetor Geral. A peça é uma adaptação livre de Lino para o clássico texto do escritor russo Nikolai Gogol. O enredo é o mesmo de sempre; um cidadão comum é tomado por uma importante autoridade do governo ao chegar em uma cidade governada por administradores corruptos. O desafio de Lino foi transferir a trama da Rússia czarista dos meados do século XIX para a realidade da Baixada Fluminense dos anos 1950. Para isso foi preciso uma profunda pesquisa da historiadora Conceição Santanna. O espetáculo é uma iniciativa da Companhia Teatral Queimados Encena que foi contemplada com um importante patrocínio da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro através de edital e com o apoio de algumas prefeituras da Baixada como Belford Roxo e Nilópolis.

Espetáculo: O Inspetor Geral

Autor: Nikolai Gogol

Adaptação livre e direção: Lino Rocca

Preparação corporal e assistência de direção: Vânia Santos

Trilha sonora original, preparação vocal e direção musical: Beto Gaspari

Elenco em ordem alfabética: Adriano Evangelista, Bruno Stowasser, Cesário Candhí, Daniel Lopes, Eve Penha, Josy Lousada, Leandro Santanna, Marcela Carvalho, Marcio Rufino, Maurício Gallo, Nancy Calixto e Uelinton Fraga.

Figurinos: Marcelo Viegas

Cenotécnica: Well Barros

Sonorização: Joãozinho

Produção: Companhia Teatral Queimados Encena

4 comentários:

Márcia Luz disse...

Que pena eu não morar aí! Sucesso!!!

Ma Ferreira disse...

Marcio...Parabéns.
Imagino ter sido um sucesso a sua peça..

Um grande beijo..
Ma

Mila Lopes disse...

Olá!

Agradecida pela sua visita estou aqui, adorei tudo por aqui...Adoro teatro!
Volte sempre!

Bjsss na Alma!
Mila

Sopa de Letrinhas da Leninha disse...

Boa tarde Poeta! Vim conhecer teu trabalho através do amigo Arnoldo Pimentel... estarei em visita sempre!
E, como disse o Arnoldo, vc é um grande Poeta, ótimo em declamar poesias... essa você irá declamar para mim. Parabéns!
Abraços!